6 dicas para seu consultório odontológico colocar em prática agora!

Nos últimos meses, os gestores de clínicas e consultórios odontológicos tiveram que se reinventar. A pandemia do coronavírus e suas consequências criaram uma realidade nova que exigiu adaptação!

A boa notícia é que, com tecnologia, estratégias e preparo, muitos gestores já estão conseguindo saber como lidar com o momento e superar as dificuldades. 

Com ajuda das ferramentas corretas, está sendo possível inclusive aproveitar as pequenas oportunidades para usar os desafios como estímulos e criar soluções que podem ajudar a gestão odontológica tanto agora quanto nos próximos anos – mesmo depois que a pandemia passar. 

Mas também queremos que você saiba que nós entendemos a sua situação. Muitas vezes, em épocas como a que estamos passando, é difícil ver essas possibilidades. O normal é ter insegurança, não saber direito o que o futuro reserva e estar preocupado com o presente, não é?

Por isso, o que eu quero propor agora são formas para sair deste normal. Trocar a insegurança por visão de futuro. Pensar em como sua clínica odontológica pode ajudar seus pacientes neste momento que é difícil também para eles. 

E também entender em como sua clínica pode ajudar a si mesma! Como não errar na sua gestão, manter um financeiro fortalecido, o se tornar mais digital e como se aproximar muito mais dos seus pacientes.

Este é um momento crucial para mostrar para seus pacientes que você, como dentista, está ali para eles, e para fortalecer sua clínica ainda mais como uma referência na sua área.

Para conseguir isso é preciso encarar o problema de frente e buscar fazer uma limonada com esses limões que a vida nos deu.

Pode contar com a gente para isso! Confira nossas 6 dicas para dentistas nestes tempos de coronavírus.

Por que buscar estratégias na odontologia em tempos de coronavírus

A principal medida para conter a expansão da COVID-19 tem sido o isolamento social – ou até a quarentena, em alguns lugares.

Ainda que esse isolamento não tenha sido seguido de forma plena no Brasil, muitas pessoas acataram a recomendação e se deixaram de sair de casa, a não ser que fosse necessário.

Isso acabou gerando uma redução na frequência de pacientes não sua clínica não é? Por um bom tempo, a recomendação do Conselho Federal de Odontologia (CFO) foi restringir as consultas apenas para urgências e emergências.

Mesmo quando esse momento de restrição passou, a pandemia continuou presente e o movimento da clínica não foi mais o mesmo, já que muitos pacientes que tinham problemas e demandas corriqueiros para tratar resolveram adiar suas consultas.

Essa situação é um golpe direto no seu financeiro, afinal, como você sabe, um consultório odontológico depende de consultas para receber o dinheiro necessário para o seu funcionamento.

Além do impacto financeiro, o isolamento e a insegurança financeira das pessoas causam uma dificuldade na fidelização dos pacientes, já que eles não vão mais estar indo tanto até sua clínica.

Por isso, este é um momento de buscar novas estratégias e seguir nossas dicas para dentistas. Confira:

1. Cuide da sua gestão odontológica

6 dicas para colocar em prática no consultório odontológico! | Dental Office

Uma gestão eficiente sempre foi algo interessante para clínicas odontológicas, não é? Relatórios, planejamento e controle administrativo são coisas fundamentais para aumentar os lucros, reduzir gastos, atrair mais pacientes e, no geral, crescer!

Em tempos de fartura, contudo, essa gestão não parece assim tão essencial. Antes do coronavírus, o mercado da odontologia era um dos que mais cresciam no país, com uma série impecável de 10 anos com superávit na balança comercial.

No entanto, quando as coisas ficam um pouco mais complicadas, a gestão é o que garante a sobrevivência das clínicas. E é isso que aconteceu com a gestão odontológica com o coronavírus.

Com a situação menos favorável, quem consegue se manter melhor são os mais eficientes! Os que não perdem tempo e recursos em processos demorados e que possuem ferramentas de gestão ao seu alcance.

Vamos falar de muitas dessas ferramentas neste texto, mas o principal, para começarmos, é o poder de um bom software de gestão de clínicas médicas na nuvem

Esse tipo de sistema permite uma gestão muito mais eficiente, integrando todos os setores da clínica. Além disso, por ser 100% online, permite a gestão em qualquer lugar, inclusive em home office, se for necessário.

Quer saber como escolher um bom sistema? Confira nosso eBook: Escolhendo um software para o seu consultório!

2. Tenha uma clínica odontológica mais digital e tecnológica

A pandemia foi um empurrão que acelerou muito uma tendência que já estava crescendo no mundo: a digitalização. Muitos dentistas já contavam com ferramentas digitais para seus consultórios odontológicos, mas depois do coronavírus essas funcionalidades se tornaram essenciais.

Essas novas tecnologias da odontologia incluem o software de gestão e outras ferramentas, como o prontuário eletrônico, a prescrição digital de medicamentos, a agenda inteligente, a integração do sistema com o WhatsApp e muito mais. 

Além disso, outras duas evoluções tecnológicas se tornaram muito importantes e vamos falar mais delas neste texto: a presença digital nas redes sociais e uma novidade na odontologia: o telemonitoramento.

3. Faça o controle financeiro do seu consultório odontológico

Assim como a gestão odontológica, o controle financeiro também é algo muito útil para clínicas mesmo em tempos de tranquilidade, no entanto, quando a situação aperta, ele torna crucial!

Por isso, é preciso ter em mente formas de fazer a gestão financeira em tempos de crise.

Essa gestão precisa começar em um planejamento, que preveja receitas reduzidas e os gastos do período. Esse planejamento deve ser flexível, para poder se adaptar a mudanças no mercado. Além disso, precisa ser pensado em curto, médio e longo prazo.

Além disso, é preciso acompanhar de perto o fluxo de caixa, calcular tanto os custos fixos quanto os variáveis e garantir que sua clínica sempre tenha uma boa reserva – um capital de giro.

Para tudo isso, é preciso ter bons relatórios e ferramentas para gestão financeira, para facilitar o seu trabalho. Um bom software de gestão pode oferecer tudo isso de forma integrada às outras ferramentas da clínica.

4. Melhore o relacionamento com seus pacientes

6 dicas para colocar em prática no consultório odontológico! | Dental Office

Um dos principais objetivos de uma clínica odontológica deve ser a fidelização de seus pacientes. Pacientes fidelizados tendem a voltar mais vezes para consultar com o mesmo dentista, e ainda servem como publicidade gratuita, recomendando o seu trabalho para amigos e familiares.

No entanto, com o isolamento social, o trabalho de fidelização presencial que sua clínica vinha fazendo se torna mais difícil. Nesse momento, é preciso ter duas estratégias:

Melhorar o atendimento dos pacientes que vão até a clínica:

Mesmo com o isolamento social, sua clínica odontológica está recebendo alguns pacientes. Nesses casos, você precisa ter o melhor atendimento possível: focar nas técnicas de fidelização e no marketing pessoal do dentista para definitivamente garantir a fidelização daqueles pacientes.

Para melhorar essas práticas, confira nosso eBook: 10 táticas para fidelizar o paciente na odontologia.

Levar a fidelização para as redes sociais

Se seus pacientes não vão até sua clínica, é preciso ir até onde eles estão. Esse lugar são as redes sociais, muito mais movimentadas em tempos de isolamento. 

Você pode pode produzir lives e conteúdo digital para levar dicas de odontologia, que mostrem que você continua cuidando de seus pacientes.

Também é válido compartilhar informações sobre o coronavírus, para ajudar seu paciente se cuidar, e ainda postar os cursos que você está prestando e as melhorias que está fazendo na clínica, para que os pacientes vejam que você continua se aperfeiçoando para melhor atendê-los.

5. Atenda à distância com o telemonitoramento

Outra forma de melhorar o relacionamento com seu paciente que está distante é através do telemonitoramento. Essa técnica odontológica foi aprovada pelo CFO durante a pandemia para permitir que dentistas façam atendimentos à distância.

É importante destacar que o telemonitoramento não substitui as consultas presenciais. Não é possível dar diagnósticos ou prescrever medicamentos. Contudo, o dentista pode usar esse atendimento para acompanhar tratamentos que estejam em andamento, dando orientações e fortalecendo a fidelização do paciente.

Isso ainda permite que você cuide do paciente sem que ele vá até sua clínica, melhorando a segurança de todos durante a pandemia.

Além disso, aplicar o telemonitoramento em sua clínica odontológica ajuda a manter o seu financeiro.

6. Reforce a biossegurança da clínica odontológica

Apesar do isolamento social, sua clínica ainda recebe alguns pacientes presenciais, não é? Por isso, neste momento de pandemia é essencial reforçar as medidas que garantem a sua saúde e também a saúde de seus pacientes e auxiliares.

Isso é conhecido como biossegurança na clínica odontológica e é essencial porque bactérias, fungos e vírus – como o coronavírus – podem ser facilmente transmitidos pela saliva. 

Nós preparamos dicas de biossegurança na prática odontológica específicas para tempos de coronavírus, mas, além disso, é preciso seguir também as recomendações de sempre – de maneira ainda mais rigorosa.

Essas recomendações para garantir a biossegurança incluem a limpeza e esterilização do ambiente e dos utensílios, o uso correto dos equipamentos de proteção individual (EPIs) e a vacinação de todos os profissionais.

Fortaleça sua gestão e leve seu consultório a um novo nível

Este é um momento difícil, é claro. Mas clínicas e consultórios odontológicos que tiverem uma gestão eficiente neste período tendem a sair fortalecidos ao final dele. 

Sua clínica pode acumular novas técnicas, melhor controle financeiro, mais fidelização de pacientes e muito mais. Tudo isso vai levar sua clínica para um novo nível.

Para consolidar essa evolução, é importante aumentar a performance de sua gestão odontológica! Descubra como fazer isso no nosso eBook:

Como a tecnologia mudou o relacionamento entre dentista e paciente?