Como elaborar um plano de negócio odontológico?

Tempo de leitura: 5 min

Você, dentista empreendedor, sabe como criar um plano de negócio odontológico?

Planejamento é algo extremamente necessário na gestão odontológica. Isso deve ser inerente em todo o processo de criar e administrar o seu consultório ou clínica. 

Por essa razão, hoje vamos falar sobre plano de negócio odontológico. Sabe oque é? Sabe como aplicar em seu empreendimento?

Quando se resolve abrir seu consultório ou clínica odontológica e ser o dono do próprio negócio, é necessário ter mais do que o conhecimento técnico adquirido na faculdade.

Se faz necessário que você se torne um dentista empreendedor, e que entenda sobre gestão, além da área da saúde.

Será necessário estabelecer suas metas e objetivos, lidar com gestão financeira e de pessoas e imaginar o passo a passo do funcionamento da sua clínica ou consultório. 

O primeiro passo para se tornar um dentista gestor, é fazer seu plano de negócio.

Quer saber como aplicar isso na prática? Continue sua leitura e garanta que seu negócio odontológico seja realmente lucrativo. 

O que é um plano de negócio odontológico?

Um plano de negócio se trata de um documento onde constam todos os detalhes desse empreendimento. São diversas informações importantes registradas.

Elas envolvem desde o nome da sua clínica ou consultório odontológico, até as ações referentes ao seu negócio no que diz respeito a administração e atendimento. 

Este documento também serve como uma espécie de manual que ajuda a projetar tudo que se refere à sua empresa.

É muito válido que você faça uma consulta nestas informações para tomar as melhores decisões ou traçar estratégias mais consistentes durante sua gestão.

Muitos detalhes estão inclusos no seu plano de negócio e desenvolvê-lo irá deixar você, dentista gestor, mais seguro em cada passo.

Lembre-se de registrar também os equipamentos, insumos, fornecedores, colaboradores e tudo o mais que for necessário para atender seus pacientes. 

Todos os setores de sua clínica precisarão de planejamento, então separe este documento da seguinte forma:

Com tudo já pré definido e planejado, será possível evitar diversos problemas e sua gestão será desenvolvida de forma mais descomplicada. 

Lembre-se de que de tempos em tempos é necessário voltar para o seu plano de negócio e reavaliar.

Afinal de contas, com o tempo, o cenário da economia e outras tantas variáveis do negócio, acabam mudando. 

Como criar um plano de negócios odontológico?

Agora que você já sabe porque é importante construir um plano de negócio odontológico, é hora de realmente fazê-lo.

Para isso, separamos este passo a passo, que garante que você não deixe nenhuma informação importante de fora. Confira: 

1º. Analise o mercado

Esse é o primeiro passo para fazer o seu plano de negócio. É necessário analisar seu mercado por completo.

Sua concorrência, sua região, sua demanda, levando sempre em conta a especialidade na qual você irá atender seus pacientes. 

Estudar seus fornecedores também é muito importante, afinal de contas, insumos e equipamentos são extremamente necessários. 

Observe também seu público-alvo. Compreender suas necessidades e conhecer mais sobre eles será essencial para garantir a satisfação deles em relação ao seu atendimento. 

2º. Defina sua proposta de valor

Definir sua proposta de valor ajuda a encontrar seu diferencial perante o mercado.

Esse é o tipo de situação que ajuda a captar pacientes para a sua clínica ou consultório odontológico. 

Os valores do seu negócio irão guiar as suas ações dia após dia. Porém, para que esta definição seja feita, é necessário lembrar de tudo o que você sabe sobre seu público. Afinal de contas, você está tentando cativá-los.

Quando você toma estas decisões através de análises, você está fazendo uma gestão eficiente, e seu planejamento será estratégico. Garantindo melhores resultados. 

3º. Estabeleça metas

Onde você pretende chegar com a sua clínica odontológica? Quer transformar sua clínica ou consultório em uma franquia?

Quer melhorar a fidelização de pacientes ou então melhorar a precificação dos seus serviços

Definir suas metas vai ajudar a criar seu planejamento de forma mais certeira.

É possível determinar o faturamento ideal, ou até mesmo a contratação de novos membros para sua equipe. 

Lembre-se de manter os pés no chão quando for estabelecer essas metas e objetivos. Caso contrário, você e sua equipe poderão acabar frustrados. 

É válido estabelecer metas de curto, médio e longo prazo. Vocês sempre podem reavaliar a situação de tempos em tempos.

Procure analisar seus resultados para verificar o que é possível ser feito dentro dos prazos estipulados. 

4º. Defina quais serão os seus parceiros de negócio

Pensar em ter parceiros é essencial para que seu negócio decole. Isso vai desde colaboradores para sua equipe, até parcerias com fornecedores e colegas da profissão. 

Tendo parceiros colegas, que não atuam com sua especialidade, vocês poderão indicar o trabalho um do outro para pacientes que necessitem. Isso aumentará o rendimento financeiro de ambos dentistas. 

Gestão tem tudo a ver com visão, então procure avaliar o quadro completo sempre. 

Você também vai precisar de suporte técnico, contadores, advogados, entre outros.

Faça uma pesquisa prévia para definir aqueles que têm o perfil ideal para trabalhar com você e seu consultório ou clínica odontológica. 

5º. Faça um levantamento dos investimentos necessários para o seu negócio

Será necessário investir para fazer este negócio se tornar realidade. Isso significa que um planejamento financeiro é mais do que necessário.

Qual o  montante necessário para abrir sua clínica? Isso será definido no seu plano de negócio odontológico.

Nele, estará especificado quais recursos são necessário para montar seu espaço odontológico, e o custo de cada item. 

Aqui em nosso site, temos um eBook gratuito com tudo o que você precisa saber para abrir seu consultório odontológico

Mantenha em mente que não se trata apenas do imóvel, dos equipamentos e materiais.

Leve em conta todos os custos, caso contrário seu planejamento financeiro estará incompleto. 

Para garantir que você não deixou nada de fora, imagine cada setor e tudo que será necessário para atender seus pacientes.

É uma boa ideia listar todos estes custos. A lista é basicamente a seguinte: 

  • Compra ou aluguel do Imóvel;
  • Custos fixos (luz, água, telefone…)
  • A contratação e pagamento de seus colaboradores e contador;
  • Obras necessárias na parte elétrica, hidráulica e de acessibilidade para o paciente;
  • Móveis;
  • Instrumentais odontológicos e equipamentos;
  • Estoque de insumos;
  • Marketing.

Talvez você conte com serviços extras como vigilância e alarme, por exemplo.

Isso tudo deve estar especificado no seu plano de negócio também.  

6º. Escolha seu modelo de negócios

Qual será seu modelo de negócio? Estabelecer isso permitirá que o dentista gestor  visualize todas as ações necessárias no dia a dia de seu clínica ou consultório odontológico. 

Ele tem como objetivo ser um roteiro que pode ser atualizado de tempos em tempos.

Dessa forma, seu negócio se torna mais competitivo, e melhorias estratégicas pode ser feitas de tempos em tempos. 

Também é possível optar pelas franquias. elas possuem seu modelo de negócio pronto e podem ser muito rentáveis.

Lembre-se de avaliar seu mercado para ver se a franquia é adequada para sua região. 

7º. Faça um plano de marketing

O marketing é de longe a melhor forma de atrair pacientes para a sua clínica ou consultório odontológico. 

Para que as pessoas escolham seu trabalho, elas precisam saber que você existe, e quais serviços você oferece.

O marketing também vai te ajudar a vender mais. E por isso este investimento é tão necessário para garantir o sucesso do seu empreendimento. 

Caso você não tenha como investir muito em marketing, opte pelo marketing digital. Esteja presente nas redes sociais e faça postagens regularmente.

Você, como dentista, deve também investir em sua imagem pessoal na internet. Você já usa as redes sociais, como o Instagram, para se promover profissionalmente? 

No seu planejamento de marketing, destaque duas coisas principalmente: quanto será investido todo o mês, e qual será a frequência de postagens feita semanalmente. 

8º. Elabore um plano de ação

Muito coisa, não é mesmo? Depois de estipular e planejar tudo é necessário criar seu fluxo de ações.

Afinal de contas, de nada vale planejar, se nada for colocado em prática. 

Organize as ações, entenda o que deve ser feito primeiro e assim por diante. Pense em toda a sua equipe, e estabeleça quem será responsável por que ação dentro do seu planejamento estratégico. 

Tirar suas ideias e seu planejamento do papel é função do empreendedor dentista.

Assim como procurar as melhores soluções para o dia a dia da sua clínica ou consultório odontológico.

Conte com o sistema para dentistas Dental Office para organizar e centralizar a administração de toda o seu negócio facilmente.

Conheça as funcionalidades que poderão te fazer organizar sua gestão e lucrar mais!

Como elaborar um plano de negócio odontológico