Como abrir uma clínica ou consultório odontológico?

Para gestores odontológico e dentistas: Como abrir uma clínica ou consultório odontológico?

 

Você acaba de sair da faculdade e está empolgado em abrir o seu próprio consultório (ou clínica)?

Esse é um momento muito especial. Depois de estudar por alguns anos, enfim você exercerá a profissão e ainda irá administrar sua clínica ou consultório odontológico.

O porém, é que não te ensinaram a como abrir o seu próprio negócio e se ensinaram, provavelmente você não lembra mais.

É por isso, que nós do Blog Dental Office estamos aqui: para te ajudar a abrir um consultório odontológico.

Antes de tudo, elabore um Plano de Negócio

Antes de montar toda sua clínica (ou consultório), é importante elaborar um Plano de Negócio, para saber os valores necessários no investimento da estrutura, de funcionários, equipamentos e quanto será o objetivo de retorno financeiro.

Aproveite e aprenda a fazer o seu primeiro planejamento de negócio aqui no Blog Dental Office, é só clicar aqui e seguir os passo.

Quanto custa abrir um consultório ou uma clínica odontológica?

Abrir uma clínica ou consultório pode se tornar um investimento muito alto.

O Sabrae, considera que abrir uma clínica de pequeno porte, será necessário o investimento de cerca de R$ 65 mil a R$ 100 mil.

Primeiramente, você precisará definir se irá abrir um consultório ou uma clínica, pois o preço de ambas são distintos.

Claramente, o consultório pode ser bem mais barato para abrir, porém em comparação às clínicas, o consultório rende um capital menor.

Você está procurando por um valores? Então, veja abaixo uma lista com gastos iniciais (aproximados) necessários para abrir um consultório ou uma clínica odontológica:

  • Ar-condicionado: de R$2.000,00 a R$4.000,00;
  • Cadeira odontológica: de R$6.000,00 a R$19.000,00;
  • Micromotor: de R$500,00 a R$1.000,00;
  • Motor elétrico:de R$1.000,00 a R$10.000,00;
  • Aparelho intraoral/extraoral: de R$2.000,00 a R$10.000,00;
  • Equipamento de sucção: de R$1.500,00 a R$3.000,00;
  • Instrumento para profilaxia: de R$2.000,00 a R$4.000,00;
  • Fotopolimerizador: de R$100,00 a R$300,00;
  • Aparelho de polimerização de resinas: de R$100,00 a R$200,00;
  • Compressor: de R$1.000,00 a R$3.000,00;
  • Software de Gerenciamento odontológico: de R$50,00 a R$160,00 mensais;
  • Foco cirúrgico: de R$8.000,00 a R$15.000,00;
  • Negatoscópio: de R$8.000,00 a R$15.000,00;
  • Toalhas e materiais descartáveis: de R$80,00 a R$160,00;
  • Pia para lavar materiais: de R$200,00 a R$500,00;

Na recepção…

  • Materiais do banheiro: de R$800,00 a R$3.000,00;
  • Iluminação: de R$1.000,00 a R$6.000,00;
  • Poltronas: de R$3.000,00 a R$5.000,00;
  • Mesa de apoio: de R$1.500,00 a R$3.000,00;
  • Bebedouro: de R$200,00 a R$1.000,00;
  • Aparelho telefônico: de R$50,00 a R$200,00;
  • Linha telefônica: de R$50,00 a R$200,00 mensais;    
  • Acesso à internet: de R$70,00 a R$200,00 mensais;
  • Materiais de escritório: de R$30,00 a R$100,00;
  • Televisão: de R$600,00 a R$5.000,00;

Essa lista foi apenas os principais gastos. Deixamos por fora o aluguel do consultório, para você acessar esse artigo que explica melhor algumas modalidades de aluguel, como o Coworking Odontológico.

Antes de precipitações, conheça os custos do seu negócio

Existem dois tipos de custos que você precisa saber: o custo fixo, aquele em que você gasta mensalmente ou anualmente e o custo variável, aquele que não tem um período fixo de gasto.

Para abrir um consultório ou clínica odontológica, você irá gastar inicialmente com os custos variáveis, comprando todos os materiais necessários para exercer a odontologia.

Porém, depois disso, haverá custos fixos, aqueles que irá manter o funcionamento do seu consultório ou clínica, como salário da recepcionista, materiais do estoque em geral, conta de luz e água entre outros.

Enfim, entender esses custos é muito importante para você não cair em ciladas. Portanto, o seu bolso ($) precisa estar apto a longo prazo.

Quais são os documentos necessários para abrir um consultório ou clínica odontológica?

Você só pode começar a exercer sua profissão com a formalização legal.

Quais são os procedimentos para formalizar o meu consultório ou clínica? Separamos os passos abaixo:

1- Realizar o registro de autônomo;

2- Contrate um software que tenha contabilidade online;

3- Contrato Social;

4- Registro na junta comercial;

5- Inscrição estadual;

6- Fazer inscrição no INSS;

7- Solicitar o alvará do espaço para Vigilância Sanitária;

8- Laudo radiométrico, caso fizer uso de aparelhos de Raio X.

Detalhe: é muito importante consultar o CRO da sua região para mais informações.

Entenda o mercado

De acordo com o Conselho Federal de Odontologia, há quase dez anos o segmento é o que mais se destaca entre os da saúde do brasileiro.

O mercado para consultórios e clínicas odontológica está muito favorável. Nesse momento em que escrevo, o CFO apontou uma crescente exponencial do número de pacientes em consultório e clínicas odontológica desde 2017 e mantém até o final de 2019.

Só essa análise não é o ideal, você precisa entender como anda o mercado da região em que você irá estabelecer-se.

Saber se as pessoas da região costumam ir ao dentista, saber os índices per-capita, todas essas informações irá trazer segurança no momento do investimento.

Divulgação

Agora que você já tem tudo para exercer a odontologia será necessário captar pacientes.

Talvez, a etapa mais fácil. Não é?

ERRADO! A divulgação não é simplesmente sair sujando as ruas com panfletos.

Há uma série de fatores que você deve fazer antes de começar a fazer propaganda, como:

  • Definir um manual de identidade (logos, cores e padrões geométricos);
  • Elaborar um planejamento de marketing offline (panfletos, materiais impressos e divulgação por rádio e tv);
  • Elaborar um planejamento de marketing digital (Internet).

 

Depois de grandes investimentos em equipamentos, estrutura, móveis, é agora,  fazendo publicidade que você terá o retorno financeiro.

Enfim…

Com uma boa propaganda do consultório ou clínica, você terá uma grande chega de pacientes e consequentemente uma agenda lotada.

Por isso, não se esqueça que a organização é principal pilar que irá manter seu consultório (ou clínica) na ativa.

Muitos dentistas já perderam o negócio por falta de organização.

Comece sua vida profissional com organização, comece com o software Dental Office.

Nele você conseguirá ter um melhor controle da agenda, nas informações de todos os pacientes, desde o odontograma até nas informações de pagamento.

Ainda conseguirá fazer marketing de retenção, com envios de SMS ou mala direta a todos os pacientes.

É comprovado que essa estratégia antes da consulta ou procedimento diminui em 70% as faltas.  

Não é só com as faltas que você irá diminuir com o software Dental Office, mas também com os gastos.

 

Olha só …

 

Iniciando as atividades de gestão financeira você precisaria pagar uma fortuna para uma empresa de contabilidade ou um contador.

Agora, com o software Dental Office você paga muito menos para ter uma contabilidade eficiente e digital. Confira os planos.

Essa foi nossa última dica: que você adquira um software de gestão para otimizar tempo e lucratividade.

Ficou com mais alguma dúvida em abrir o seu próprio consultório (ou clínica) odontológico?

Se sim, você pode comentar neste artigo, que responderemos em breve.

 

Agradecemos a leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *