Especialistas dizem como enfrentar os desafios do dentista recém-formado

Com Mairon Fernandes e Fernando Shibata

O Odonto Summit reuniu diversos especialistas para falar sobre os assuntos mais relevantes a respeito da gestão de clínicas odontológicas. Uma das palestras do evento foi direcionada para os desafios que o dentista recém-formado enfrenta no mercado de trabalho.

A conversa foi conduzida por Fernando Shibata, Coordenador do Clínica Escola no RH Software, e Mairon Fernandes, Mentor de Carreira, especializado em prestar assessoria aos recém-formados.

Agora você confere os principais tópicos desta palestra, sendo:

O perfil do Profissional Dentista
Por onde começar?
Análise de Swot para dentistas

O perfil do Profissional Dentista

O perfil do Profissional Dentista

Mairon inicia a conversa afirmando que o planejamento de carreira deve iniciar ainda antes do acadêmico conseguir o certificado.

O especialista cita alguns rumos que os acadêmicos de odontologia podem seguir e ele traça seis perfis:

  • Perfil acadêmico: carreira direcionada ao universo de pesquisa e docência;
  • Perfil fleumático: carreira fixa e cômoda, exerce a profissão de maneira passiva e sem perspectiva de crescimento;
  • Perfil executor: carreira voltada para a ação operacional, é um profissional produtivo e rápido, focado na parte técnica e clínica;
  • Perfil comunicador: carreira voltada ao diálogo com pacientes e, por isso, atua na área de vendas, especialmente na parte orçamentária, pois tem alto poder de persuasão;
  • Perfil idealista: carreira autônoma, uma vez que esse perfil sente dificuldades em seguir ordens de terceiros, porém é bastante produtivo e capaz, sendo a abertura de clínicas um caminho comum a esses profissionais;
  • Perfil planejador: carreira voltada para a liderança e consegue navegar por esses diversos perfis, ideal para a gestão de clínicas odontológicas.

Mairon aconselha aos jovens formados a estudarem sobre gestão de negócios durante a graduação de forma independente ou logo depois do término do curso.

Além disso, o especialista recomenda que, além de gestão, o recém-formado procure aprender noções de marketing para conseguir atrair pacientes para o consultório.

Ele indica que essas duas áreas podem ser ótimas para uma pós-graduação, especialização e cursos profissionalizantes.

Por onde começar?

Mairon aponta que o curso acadêmico pode não ser o suficiente para que o dentista  recém-formado encontre as oportunidades do mercado. 

Ele recomenda cursos de capacitação a serem feitos logo após o término dos estudos acadêmicos.

O especialista também ressalta que a falta de experiência é um grande obstáculo para os jovens e a solução para isso é procurar adquirir essa “bagagem” em consultórios, como auxiliar ou parceiro. 

Nesse momento, abrir o próprio estabelecimento é extremamente arriscado e o fracasso nessa etapa pode causar desânimo no profissional, o que pode acompanhá-lo em tempos futuros.

Outro equívoco frequente do profissional em início de carreira é a tentativa de fazer tudo sozinho, como atendimentos, marketing e gestão. 

Ao desempenhar tantas funções ao mesmo tempo, o profissional pode diminuir o rendimento, quando a sua intenção é justamente o oposto.

Por isso, iniciar em um consultório consolidado para adquirir experiência é a estratégia mais recomendada, de acordo com Mairon.

Quer entender mais sobre marketing digital e como usar as redes sociais da melhor forma para atrair e fidelizar pacientes? Então confira o eBook:

Análise de Swot para dentistas

O especialista em carreiras segue a palestra ao explicar o conceito de SWOT (Strength, Weaknesses, Opportunity, Threat). Em português, esse conceito traduz-se em pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças.

Diante disso, o recém-formado deve fazer algumas reflexões antes de decidir para qual ramo ele seguirá, tais como:

  • Quais são minhas forças e fraquezas?
  • Qual é a oportunidade de negócio agora?
  • Como essa especialidade já se faz presente na região?
  • Qual público eu quero atender?
  • Quais áreas da odontologia faltam nesta região?

Ao refletir sobre isso, o dentista terá um “norte para seguir”, elaborando um planejamento com objetivo e trabalhar para alcançá-lo.

Mairon também ensina como fazer um plano de negócios para iniciantes. Para isso é preciso definir:

  • Qual é o MODELO do meu negócio?
  • Qual é minha ESTRATÉGIA?
  • Qual é meu PÚBLICO-ALVO?
  • Quanto é preciso para o INVESTIMENTO inicial?
  • Qual é a LOCALIZAÇÃO da clínica?
  • Qual é o CAPITAL DE GIRO que preciso?

O especialista também comentou sobre profissionais que já atuam no mercado, mas que estão desmotivados. Ao responder a pergunta “É possível mudar?”, Mairon defende que sim.

Para isso, o profissional deve escolher algo que realmente gosta. Ao executar a profissão de maneira motivada, os resultados são maiores. 

Diante disso, é de extrema importância que, em caso de frustração, que o profissional procure essa área que gosta.

Começar qualquer profissão não é fácil. É a parte mais desafiadora, portanto, é uma fase que deve ser cuidadosamente planejada.

Se você está começando sua carreira e pensa em abrir seu próprio negócio, confira nossa calculadora e saiba qual será o investimento inicial necessário para fazer este sonho se tornar realidade: