Comissionamento de dentistas: 5 passos para otimizar o pagamento de profissionais

Fazer o comissionamento de dentistas nem sempre é uma tarefa fácil. Mesmo entendendo o que é e como deve ser feita, definir a comissão dos colaboradores pode se tornar um desafio.

No entanto, calcular valores, porcentagens e o valor a ser recebido pelos profissionais não precisa ser uma dor de cabeça. Hoje em dia, diversas ferramentas podem te ajudar no seu planejamento financeiro.

Contudo, é necessário seguir alguns passos para garantir que os profissionais recebam a comissão em dia e sem erros. Listamos aqui cinco passos para você conseguir realizar um comissionamento para os seus dentistas de forma prática e segura.

1 – Cuide do seu fluxo financeiro

Antes de realizar o repasse aos seus profissionais, é importante que o setor financeiro da sua clínica esteja saudável. Para isso, é necessário adquirir alguns hábitos para conter gastos desnecessários e manter a clínica no verde. 

Entre as ações que você pode fazer estão: 

  • Rever custos: corte gastos desnecessários e identifique maneiras de melhor empregar o dinheiro do seu negócio
  • Fazer um planejamento financeiro: a médio ou longo prazo, o planejamento pode te ajudar nos gastos fixos e variáveis
  •  Atenção ao fluxo de caixa! Ter controle nas entradas e saídas, identificando os chamados “ralos de dinheiro”, pode te ajudar na saúde financeira da sua clínica

Seguindo esses passos, o pagamento da comissão de dentistas pode ocorrer de forma tranquila, evitando problemas futuros de caixa

2 – Organize seus dados

Comissionamento de dentistas

Que a organização do consultório é necessária todos podemos concordar. Contudo, quando falamos de comissionamento essa organização precisa ser redobrada.

Independentemente de como o repasse seja feito, por procedimento ou atendimento, manter a documentação necessária para o para o pagamento bem estruturada é imprescindível.

Uma dica é agrupar os dados referentes ao comissionamento divididos por semana, ou quinzenalmente. Assim, no final do mês quando o pagamento for realizado, essa documentação estará organizada e pronta para ser utilizada.

Lembre-se que, além de ajudar na organização, manter os dados sempre a postos garantem maior tranquilidade na gestão financeira e jurídica da sua clínica. Com isso, você evita dores de cabeça futuras. 

Portanto, nada de economizar na organização. Guarde os dados e mantenha sua clínica segura.

3 – Esteja atento aos cálculos do comissionamento

Além de estar com o financeiro saudável e com os dados organizados para garantir um comissionamento eficaz também é necessário estar atento aos cálculos de pagamento. 

Mesmo fazendo toda a contabilidade com a maior atenção possível, alguns erros podem acontecer. Por esse motivo, é fundamental revisar os cálculos antes de realizar o pagamento. Com isso, o comissionamento dos seus dentistas é feito de forma justa e sem prejudicar a empresa ou o colaborador.

Outra dica é ter sempre em mãos os dados do profissional que está sendo comissionado, com todas as informações referentes a valores e porcentagens de cada procedimento e atendimento realizado.

Assim, a probabilidade de errar na hora de calcular o pagamento do comissionamento do seu dentista é praticamente nula, promovendo a otimização do tempo e deixando o comissionamento mais eficaz.

4 – Repasse os cálculos da comissão com seus colaboradores

Comissionamento de dentistas

Assim como revisar os cálculos, repassá-los com seus profissionais pode ser uma ferramenta essencial para garantir que erros não ocorram. Separe um dia para rever os procedimentos realizados em conjunto com o médico.

Reveja se algo está faltando nos seus dados e conserte antes de realizar o pagamento. Com isso, você evita que erros passem despercebidos. 

Além disso, a transparência no pagamento do comissionamento cria um vínculo de confiança e cumplicidade entre o gestor e o profissional, deixando a relação mais harmoniosa e saudável.

5 – Invista em um software de gestão odontológica

Muitas clínicas odontológicas ainda realizam todo esse procedimento de pagamento e cálculo de comissão manualmente, com planilhas e por outros métodos.

Com isso, erros podem acontecer, prejudicando a gestão a sua clínica. Nessas horas, investir em um software de gestão odontológicas pode ser o melhor caminho para te auxiliar.

Com o Dental Office, você consegue centralizar todas as suas informações em um só lugar, facilitando no controle de procedimentos realizados pela sua equipe.

Com uma área exclusiva para comissionamento, você pode cadastrar os seus colaboradores, os tipos de comissão e a porcentagem para cada atendimento, tendo essas informações sempre de prontidão seja no celular, computador ou tablet. Tudo isso de forma fácil e prática, proporcionando maior tranquilidade e controle sobre a sua clínica. 

Por fim,

Esperamos que as dicas nesse post te ajudem a realizar o comissionamento de dentistas de forma mais fácil, prática e eficaz. 

Lembre-se que a organização e o controle financeiro em conjunto com o auxílio de um bom software de gestão odontológica, podem fazer a diferença na sua clínica. Com tudo isso, você promove uma maior satisfação dos seus colaboradores, mantendo as relações harmoniosas e saudáveis.

Gostou desse post? Acompanhe o nosso blog e não deixe de compartilhar com a sua equipe.

Agradecemos a leitura!