Dentista: como calcular sua hora clínica?

Você já sabe como calcular a sua hora clínica no seu consultório odontológico? Apesar de parecer algo muito complexo e complicado, especialmente para dentistas recém-formados, existem formas de realizar esse cálculo.

Saber a hora clínica, além de ajudar na precificação de tratamentos, pode auxiliar em muitos outros aspectos financeiros na sua clínica. Afinal, é com esse dado principal que você vai determinar uma margem de lucro para os seus procedimentos, e até mesmo o seu pró-labore.

Por isso, separamos esse conteúdo aqui no Blog Dental Office para te ajudar a:

  • Entender o que é a hora clínica;
  • Qual sua importância;
  • O que considerar nesse cálculo;
  • Como calcular sua hora clínica;
  • Entre outros. 

Portanto, se você tem essas ou outras dúvidas, continue acompanhando esse post!

O que é a hora clínica?

A hora clínica nada mais é do que o valor mínimo que você, dentista ou profissional da saúde, precisa cobrar pela sua hora de trabalho. Esse valor independe do tipo de consulta, paciente (particular ou de convênio), procedimento e afins, e até mesmo se você tem seu consultório próprio ou atende clínicas de terceiros.

A hora clínica também é conhecida como honorário odontológico. Com esse cálculo, o dentista tem uma base de quanto cobrar por uma avaliação, consulta inicial e até mesmo como incluir o valor das horas em procedimentos mais complexos, como cirurgias.

Apesar de parecer algo muito complicado de se trabalhar, a hora clínica, quando calculada corretamente traz diversos benefícios para a clínica e, principalmente, para o dentista. Pode ajudar no equilíbrio financeiro, valorizar o trabalho, entre outras frentes. 

Vamos falar um pouco mais sobre esse assunto no nosso próximo tópico.

Qual a importância de saber a minha hora clínica?

Você vive com a agenda cheia, atende muitos pacientes por dia, mas ainda assim não enxerga retorno financeiro? Talvez você não esteja cobrando uma hora clínica adequada para manter o seu negócio e ainda ter uma boa margem de lucro.

Saber calcular a hora clínica ajuda o dentista a cobrar um valor justo pelo seu trabalho, ser bem remunerado e garantir uma vida financeira confortável. 

Dessa forma, além do equilíbrio financeiro que falamos anteriormente, saber esse dado é uma forma de não utilizar tabelas prontas com valores de procedimentos, mas sim adequar os preços de acordo com a sua realidade.

Como calcular a hora clínica?

hora clínica

Agora que já vimos o que é e qual a importância de saber a hora clínica, vamos ver o que é preciso saber para calcular a sua hora clínica, antes mesmo de fazer o cálculo em si.

Vamos lá?

Tempo dedicado ao trabalho

Para calcular a sua hora clínica é fundamental saber quanto tempo você está de fato trabalhando. Ou seja, a carga horária que você destina do seu dia para os atendimentos na sua clínica ou consultório odontológico.

Para isso, faça uma soma de quantas horas você trabalha no mês. Lembre-se de retirar os horários de almoço, reuniões e outros compromissos dessa conta. Assim você terá um resultado mais próximo da realidade.

Gastos fixos

Talvez seja nessa etapa do cálculo que os dentistas tenham mais dúvidas. Afinal, o que são os gastos fixos? Aqui entram apenas as contas que não mudam de valor durante os meses? E as contas de água e luz?

Podemos definir os gastos fixos todos aqueles que não variam de acordo com a quantidade de paciente atendidos. Entram nessa conta:

  • Conta de água
  • Luz
  • Telefone
  • Internet
  • Tv a Cabo
  • Pró-labore
  • Aluguel
  • Salário dos funcionários
  • Etc.

Os gastos variáveis não entram no cálculo uma vez que dependem do número de pacientes atendidos no mês, como gasto com materiais odontológicos, de escritório e afins.

Pró-labore

Como vimos no tópico anterior, o pró-labore deve entrar como um gasto fixo, e portanto faz parte do cálculo da hora clínica. 

O pró-labore nada mais é do que o salário que sócios ou donos de empresas recebem. Para calcular esse valor é simples. Basta pesquisar o valor de mercado da função exercida e acrescentar de 20% a 30% para compensar a ausência dos benefícios trabalhistas, como temos na CLT.

Taxas e impostos

hora clínica

Para calcular a sua hora clínica também é muito importante inserir as taxas e impostos nos seus gastos fixos. Afinal, esses custos também não variam de acordo com a quantidade de pacientes atendidos na sua clínica.

Entram nesse cálculo o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), taxas do Conselho Regional de Odontologia (CRO), taxas de bombeiros e vigilância sanitária, o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), gastos com previdência e afins.

No caso de impostos cobrados anualmente, a dica é dividir o valor por 12. Assim você terá o valor mensal daquela cobrança para inserir no seu cálculo de hora clínica.

Margem de lucro

Saber a margem de lucro também é fundamental para saber como e quanto cobrar pela sua hora clínica. Afinal, esse número que vai definir o quanto de lucro você quer receber pelo seu trabalho.

Suponhamos que depois de realizar todos os cálculos a sua hora clínica seja R$40. Esse valor é o mínimo a ser cobrado para que você não tenha prejuízos financeiros no seu negócio. 

No entanto, cobrar apenas esse valor não te trará lucro. Por isso, depois de calcular a sua hora clínica é importante acrescentar uma porcentagem de lucro em cima do valor apresentado. 

Assim, você terá o valor final da sua hora clínica, incluindo os gastos fixos, pró-labore, taxas e impostos, tempo de trabalho e por fim, uma margem de lucro vantajosa e justa.

Calculando o valor da sua hora clínica

Agora que já vimos tudo que é necessário para calcular o valor da hora clínica, vamos para a prática.

O cálculo é bastante simples: hora clínica = gastos fixos/horas trabalhadas.

Suponhamos que todos os gastos fixos da sua clínica tenham resultado em R$ 8.000 e que você trabalhe 40 horas por semana, logo 160 horas por mês.

Ou seja, dividindo 8000 por 160, o valor da sua hora clínica é de R$ 50,00. Esse é o valor mínimo a ser cobrado para que o seu negócio se mantenha. Em cima desse valor inclua uma porcentagem de lucro.

Por exemplo, se você quer ter uma margem de lucro de 30%, a sua hora clínica precisa ser de R$65,00, e assim por diante. 

Outro cálculo também pode ser feito já incluindo a margem de lucro. Nesse caso, a fórmula fica:

Hora clínica = gastos fixos + pretensão de lucro / horas trabalhadas.

Ainda seguindo o mesmo cenário anterior, o cálculo seria:

Hora clínica = 8.000 + 30% / 160 = R$ 65.

Enfim, 

Vimos aqui nesse post como calcular a sua hora clínica. Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado a entender melhor como realizar esse cálculo e também a sua importância para o seu negócio.

Lembrando que aqui no Blog Dental Office você encontra diversos conteúdos completos sobre marketing para dentistas e clínicas, gestão financeira, questões legais relacionadas ao exercício da odontologia, e muito mais. Portanto, não deixe de conferir o nosso blog!

Se você gostou deste post e quer saber mais sobre finanças para clínicas, não deixe de conferir nosso material sobre esse assunto Gestão Financeira Completa para Clínicas Odontológicas. Para baixar gratuitamente é só preencher o formulário aqui embaixo:

Não deixe de compartilhar com os colegas e amigos de profissão, e claro, com a sua equipe. 

Te esperamos no nosso próximo post!

Até mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Preencha o formulário abaixo.

    Enviando...