TRATAMENTO ORTODÔNTICO: MANUTENÇÃO OU PREÇO FECHADO?

Eu sou Ortodontista e passei por essa indagação, então o que você vai ler a partir de agora é um relato pessoal e um convite para pensar.

Eu considero a Ortodontia o corpo financeiro da clínica já que idealmente é para ser um dinheiro “certo” uma vez que os tratamentos são longos e no método de pagamento mais comum gera uma “mensalidade” do paciente resultando em uma previsibilidade no fluxo de caixa.

Mas e quando o paciente não paga a “manutenção” e não vai à consulta, afetando assim, sua saúde financeira e seu percentual de sucesso do tratamento?

Quando me falaram a primeira vez sobre a possibilidade de cobrar um tratamento de preço fechado para o paciente eu achei loucura, “Isso nunca vai dar certo, meu paciente não vai aceitar”.

Então precisei de alguns meses para digerir essa “ideia maluca”. Eventualmente decidi dar uma chance para o tratamento fechado com a premissa de que se desse errado e eu perdesse alguns orçamentos eu voltava para o que “todo mundo faz”.

E assim se passaram 3 anos e eu continuo usando o sistema de orçamento fechado e irei dizer o porquê.

Mesmo com contratos bem elaborados, o paciente quando não tinha dinheiro ou as prioridades mudavam por algum motivo, ele simplesmente não comparecia à sua consulta do mês, atrasando assim o tratamento que por natureza já é longo e afetando a saúde financeira da clínica.

Cobrar multas previstas em contratos muitas vezes significa
“demitir o paciente” (muitas vezes a melhor opção), mas não é a melhor escolha porque não são eventos tão isolados assim.

Vantagens de um tratamento fechado:

1. Comprometimento do paciente com o tratamento

O paciente deixa de faltar, pois sabe que de um jeito ou de outro ele vai ter que pagar a parcela do tratamento.

2. Melhor posicionamento profissional

A partir do momento que você estabelece um valor final, elimina a possibilidade do paciente achar que seu consultório ou clínica irá enrolar o tratamento para ganhar mais dinheiro.

3. Mais rentabilidade no tratamento

Você pode cobrar um valor maior no tratamento, pois está posicionado como um profissional comprometido com resultados, querendo ou não, se destacando da maioria.

Regras de um valor de tratamento fechado

1. Ter uma ideia do tempo de tratamento e calcular o valor que você gostaria de receber pelo tratamento

Nessa hora tudo deve ser levado em conta, inclusive sua hora clínica, custo por procedimento, número de consultas, número de emergências, reajustes anuais como inflação, etc.

2. Colocar no contrato que se o paciente faltar 2-3 meses seguidos ele automaticamente abandonou o tratamento com o ortodontista.

Como nesse modelo você realmente está comprometido com resultados você não quer cobrar 24 parcelas de um tratamento que vai durar 5 anos por falta de comprometimento do paciente.

3. Cobre peças de bracket quebradas

Nem que seja um valor simbólico. O fato de ter um ônus pela falta de cuidado com o aparelho vai diminuir drasticamente sua taxa de recolagem de bracket, e como bônus tratamentos mais rápidos. E lembre-se de deixar avisado antes de começar o tratamento.

4. Não enrole e dê o seu melhor

Essa é meio óbvia né. Você tem um prazo que você mesmo estabeleceu, cumpra e não enrole. Você vai ver que esse desafio vai te tornar um ortodontista muito mais habilidoso e consciente, todos sairão ganhando.

Um exemplo com números da diferença:

A) Tratamento com manutenção:
-Instalação do aparelho: R$ 500,00
-Manutenção: R$ 150,00

Vamos supor que o paciente falte 6 consultas em um tratamento ortodôntico que a grande maioria leva em média 20 meses por exemplo.

500 + (14 x 150) = R$ 2.100,00

B) Tratamento fechado:
-Instalação do aparelho: R$ 500,00
-Tratamento: R$ 3.600 podendo ser pago em 24 boletos de R$ 150.

Vamos supor aqui que o paciente faltou a metade e você conseguiu terminar o tratamento ainda mais rápido pelo comprometimento dele.

500 + (24 x 150) = R$ 4.100,00

Você praticamente dobrou o faturamento e de bônus você gastou menos horas clínicas e liberou a sua cadeira para um novo paciente.

Para apresentar essa ideia para o paciente é fácil, basta
explicar que o seu consultório ou clínica é comprometido
com resultados e que ele não tem como ser enrolado com vários anos de tratamento como alguém que ele provavelmente conhece (e tenho certeza que ele conhece).

Outra dica muito valiosa é você deixar todos os vencimentos dos boletos de todos os pacientes para a mesma data para um maior controle, e sempre para o mais próximo do quinto dia útil possível, eu na minha clínica por exemplo deixo para o dia 15.

Enfim, essa é minha sugestão para quem quer tentar algo diferente, e se caso você prefira manutenção ou quer começar a usar o tratamento fechado, o Dental Office oferece a possibilidade das duas modalidades, se mostrando novamente uma das ferramentas de gestão mais completas para sucesso financeiro do seu consultório ou clínica.

Até a próxima pessoal,

Desejo a vocês todo sucesso do mundo.

Sinceramente
Dr. Gabriel Baumeier

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *