Tudo sobre odontogeriatria: cuidados com a saúde bucal do idoso

A odontogeriatria é uma área da odontologia com foco no atendimento aos pacientes idosos, considerando fatores da saúde bucal relacionados à terceira idade e atuando, por meio de estratégias especializadas, na prevenção e bem-estar desses clientes.

Muitos profissionais e consultórios atendem pessoas da terceira idade mesmo sem especialização, porém, para tratamentos mais aprofundados e certeiros, promovendo saúde de forma segura, se especializar na odontogeriatria é essencial.

Em 2100, cerca de 40% da população será idosa e, considerando esses dados, a odontogeriatria pode ser pensada como uma profissão ou especialização do futuro. Isso mostra a importância de buscar conhecimentos na área agora, para proporcionar maior qualidade de vida para seus pacientes. 

Para garantir o diferencial da sua clínica ou consultório odontológico é fundamental ter planejamento. Quer se especializar na odontogeriatria? Então, ferramentas digitais para auxiliar no planejamento e estratégias de atendimento já estão disponíveis e podem ser um diferencial no seu trabalho.

Nos próximos tópicos, reunimos informações sobre a odontogeriatria e como você pode utilizar estratégias digitais como aliadas em clínicas e consultórios. Se você pensa no futuro e quer saber como trazer essa especialização para o seu trabalho, continue a leitura!

Leia mais: Ferramentas digitais para consultório odontológico | Dental Office

O que é odontogeriatria e qual a importância de um odontogeriatra?

Tudo sobre odontogeriatria: cuidados com a saúde bucal do idoso | Dental Office

O termo odontogeriatria é voltado para o tratamento odontológico de pessoas da terceira idade, assim como a geriatria pode ser utilizada para definir médicos que trabalham com a promoção de saúde especificamente para pessoas idosas.

Então, a odontogeriatria trabalha com o cuidado e tratamento de problemas bucais em idosos, considerando enfermidades características do envelhecimento. 

Apesar de dentistas não especializados terem capacidade e conhecimento para atender clientes idosos, a especialização em odontogeriatria está ganhando espaço e vai garantir ao profissional uma compreensão maior sobre a saúde daquele paciente.

Leia mais: Alinhadores invisíveis: garanta o diferencial de sua clínica odontológica

Afinal, assim como os problemas que prejudicam a saúde bucal de crianças nem sempre é igual aos que acometem adultos, as questões em idosos também têm suas particularidades e vão precisar de diagnósticos e tratamentos específicos.

Pensando em problemas odontológicos, o paciente pode desenvolver dificuldade na mastigação, que acarretam nutrição deficiente e consequentemente um sistema imunológico diminuído, deixando a saúde mais vulnerável a outras enfermidades.

Leia mais: Guia prático sobre anamnese odontológica: tire todas as suas dúvidas

Agora que você conhece mais sobre a odontogeriatria, vamos conferir alguns cuidados essenciais para os clientes idosos cuidarem da sua saúde bucal.

Principais cuidados da saúde bucal do idoso

Tudo sobre odontogeriatria: cuidados com a saúde bucal do idoso | Dental Office

Algumas ideias e mitos foram disseminados durante anos e, com a evolução da tecnologia e comunicação, alguns deles puderam ser esclarecidos. Era comum que durante a velhice acreditar que era normal a perda dentária, assim como o pouco cuidado pela saúde bucal, não é? Provavelmente seus pais, ou avós, têm pensamentos ainda parecidos com essas ideias. 

Porém, nos dias de hoje (e no futuro) temos idosos que se preocupam cada vez mais com a sua qualidade de vida, expectativa e aparência. O sorriso é um dos elementos mais marcantes no rosto de uma pessoa e os cuidados também chegam à saúde dentária. 

O papel do odontogeriatra então não está apenas na execução de procedimentos. Ele também precisa se atentar a prevenção e cuidados diários, observando a necessidade de acompanhantes ou familiares para ajudar nessa rotina, promovendo saúde e bem-estar.

Escovação diária adequada

Importante para todas as faixas etárias, a escovação muitas vezes pode ser esquecida pelos idosos, ou deixada de lado. 

Ela é a forma mais efetiva para manter dentes saudáveis e bonitos e inclui desde escovação ao uso do fio dental após todas as refeições, com ou sem uso do creme dental e enxaguante bucal sem álcool.

Saburra lingual

Para a remoção da saburra lingual, mais comum na terceira idade, há necessidade de limpar a língua diariamente, com a própria escova ou raspadores de língua específicos.

Cuidados com a alimentação

Embora muitas pessoas associam a alimentação e a saúde bucal apenas ao aparecimento de cáries e consumo excessivo de alimentos açucarados, ela interfere, e muito, na qualidade de vida do idoso e aparecimento de doenças crônicas. 

Indicar alimentos capazes de auxiliar em uma arcada dentária saudável também é uma medida que os odontogeriatras devem prestar atenção.

Cuidados extras com próteses dentárias

Em casos onde o paciente utiliza próteses, o cuidado deve ser igual aos dentes permanentes, considerando peculiaridades da prótese: fixa, removível, parcial ou total. 

Muitas vezes a higienização da prótese não ocorre da maneira correta, assim o idoso pode sofrer com inflamações da gengiva e mau hálito.

Aqui é importante destacar a importância do enxágue e higienização rotineira da prótese, com sabonete neutro, para evitar que os restos alimentares permaneçam na cavidade oral. 

Hidratação sempre

A boca seca é uma queixa comum de pacientes idosos na clínica odontológica, relacionada a diversas causas, incluindo medicações sistêmicas. 

Pode ser estimulado o uso de gomas de mascar e aumento na quantidade de água ingerida ao longo dia para minimizar estes sintomas, sempre avaliando a gravidade da situação.

Visitas periódicas ao odontogeriatra

Realizar visitas frequentes ao dentista é essencial para a prevenção e controle de doenças bucais. Ao envelhecer elas se tornam ainda mais necessárias, considerando que o sistema imunológico tende a ficar mais vulnerável e propenso ao desenvolvimento de enfermidades.

Logo, sabemos dos principais passos que os idosos devem inserir em sua rotina para cuidar melhor da saúde bucal e prevenir doenças. Vamos entender mais sobre o papel do odontogeriatra na saúde? Confira:

É possível realizar implantes dentários na odontogeriatria?

Tudo sobre odontogeriatria: cuidados com a saúde bucal do idoso | Dental Office

A realização de implantes dentários em pacientes da terceira idade é cada vez mais comum e uma das exigências para que o cliente passe pelo tratamento é dispor de um bom quadro de saúde.

Antes da realização do procedimento é preciso entender quais são as expectativas do cliente, se é indicado ou não a realização do procedimento, anamnese, avaliação com implantodontista, além de possíveis exames complementares para saber se o paciente está apto para receber o implante.

A diferença na vida do idoso após o implante é significativa, desde melhorias na estética e auto-estima até mastigações mais efetivas e aumento da imunidade, refletindo em bem-estar e qualidade.

Leia mais: Anestesia clínica odontológica: um guia para o dentista | Dental Office

Como atender pacientes geriátricos no consultório odontológico?

Tudo sobre odontogeriatria: cuidados com a saúde bucal do idoso | Dental Office

Para garantir atendimentos de qualidade, é preciso que o consultório seja adaptado para receber pessoas com possíveis limitações físicas, portadas pela maioria dos idosos. A utilização de rampas de acesso, barras de apoio e outros meios de acessibilidade devem ser considerados.

A importância da anamnese

As consultas devem ser leves e realizadas preferencialmente no período matinal, onde a maioria dos idosos se sente melhor e mais dispostos. Iniciando pela anamnese, etapa tão importante de um bom tratamento que além de tudo, é essencial na prevenção de complicações.

A anamnese deve ser realizada de modo cauteloso e compreensível, pois muitas vezes, os idosos podem não se lembrar de medicações ou doenças, deixando de relatar. Também é preciso considerar que idosos, podem ter receio ou medo de frequentar consultórios, por isso a empatia é essencial nos atendimentos da odontogeriatria.

Esse primeiro contato precisa ser humanizado, requerendo investigação e atenção por parte do profissional para manter o diálogo e descobrir elementos fundamentais. Caso o paciente não consiga passar pela anamnese sozinho, pode ser solicitado um familiar ou pessoa para ajudar ele a recordar detalhes.

Nesta fase também são avaliadas receitas antigas, medicações de uso contínuo ou frequente, laudos de exames anteriores e documentos que ajudem o paciente a se lembrar do quadro clínico.

Estrutura do consultório adaptada

Trouxemos uma breve introdução do quanto o consultório ou clínica de odontogeriatria precisa ser acessível e confortável para os pacientes da terceira idade. Porém, além de garantir a acessibilidade desse espaço, é bom que ele seja calmo e livre de ruídos ou barulhos.

Optar por poltronas confortáveis e macias que garantam o aconchego dos clientes é essencial, assim como pensar na altura de modo que os idosos não se incomodem ao sentar. 

Leia mais: A importância da capacitação de dentistas na gestão em odontologia

Planejamento do atendimento

Antes de marcar a consulta com os pacientes, é fundamental que se faça uma pré-triagem por telefone, buscando compreender melhor possíveis comorbidades que possam interferir no procedimento ou no trajeto para o consultório.

Ações Preventivas

Conforme falamos antes, os odontogeriatras também são responsáveis por uma parte essencial da saúde bucal dos idosos, a prevenção, que vai atuar controlando o surgimento de possíveis enfermidades na cavidade oral. 

Além das indicações que já comentamos, após as consultas também podem surgir informações e instruções extras para o cuidado da saúde bucal, aprendizagem e possivelmente inclusão de familiares e cuidados nestes cuidados com o idoso.

Leia mais: Como elaborar um plano de marketing para dentistas? – Dental Office

Quais as áreas de atuação da odontogeriatria? 

Além da odontogeriatria, os profissionais que buscam trabalhar com pacientes geriátricos também podem optar por outros tipos de especialização e campos de atuação, buscando promover maior qualidade de vida e bem-estar a estes idosos.

Leia mais: Especialidades odontológicas mais promissoras no mercado | Dental Office

As principais opções de atuação por parte dos odontogeriatras são:

  • Atuação em consultórios particulares: é necessário ter conhecimentos específicos e estrutura para atendimento.
  • Odontogeriatria à domicílio: uma ótima opção para idosos com pouca mobilidade. Também podem ser realizados atendimentos em instituições.
  • Hospitais: atuando em locais que oferecem atendimento à comunidade.
  • PSF ou Promoção de Saúde da Família: atendimento domiciliar em comunidades periféricas e regiões rurais.
  • Atuar na formação técnica de cuidadores: participação em cursos.

São muitas as opções que os odontogeriatras podem escolher, além dos tratamentos em clínicas. O aumento dessas demandas, faz com que estes profissionais precisem estar com o planejamento em dia e sigam procurando por atualizações em seu segmento.

Vamos conferir como a tecnologia pode auxiliar na realidade dos consultórios odontológicos e qual a importância dela para o sucesso do negócio:

Como um software odontológico pode auxiliar no sucesso da odontogeriatria?

Tudo sobre odontogeriatria: cuidados com a saúde bucal do idoso | Dental Office

Os softwares estão presentes em muitos segmentos atualmente, e a área da saúde não seria exceção. Através deles é possível reunir diversas funções, facilitando a gestão e tornando os atendimentos mais eficientes.

Funcionalidades como prescrição digital de medicamentos, gestão financeira, agenda inteligente, acesso a informações dos pacientes de qualquer lugar, são algumas das principais funções encontradas em softwares de qualidade.

Agora que você já conferiu tudo sobre a odontogeriatria e a importância dela para a saúde bucal do idoso, é importante conhecer ferramentas digitais que podem otimizar o trabalho do profissional e proporcionar atendimentos mais ágeis e completos.

Compartilhe esse post com a sua equipe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *