Gestão de pagamentos por boleto na clínica odontológica

Gerir os pagamentos por boleto bancário é fundamental para o controle do fluxo de caixa e das receitas na clínica.

Já mencionamos no conteúdo sobre meios de pagamentos para clínicas odontológicas que é importante conhecer e entender cada meio para evitar futuras complicações. 

As formas de pagamentos favoritas variam:

  • de paciente, 
  • do tipo de serviço (se é estético, ortodo, endo, etc) 
  • e principalmente de clínica para clínica. 

Outro fator é a precificação dos serviços realizados na clínica, mas esse é assunto para um outro momento

O recomendável é que sua clínica odontológica atenda as mais das diversas formas de pagamento.

Mas, com essa demanda (relacionada ao gerenciamento das formas) é fundamental ter em sua gestão financeira um controle eficiente nos pagamentos, especialmente, por boleto. 

Isso porque, a má gestão das atividades envolvidas por boletos, podem afetar a produtividade e a saúde financeira do seu negócio.

Ex:

  • demora na emissão do boleto (o que afeta diretamente a produtividade);
  • inadimplência acarretada do atraso ou descumprimento do pagamento.

Por isso, separamos algumas dicas para você otimizar todo esse processo. 

Continue na leitura!

Gestão de pagamentos por boleto na clínica

Gestão dos pagamentos por boleto e a produtividade

É fundamental que o financeiro de qualquer negócio tenha uma gestão precisa, eficiente e eficaz das suas informações.

E o pagamento por boleto também precisa de uma atenção redobrada.

Este já se tornou a segunda forma de pagamento do brasileiro e tem a vantagem de atender qualquer pessoa, desde aquela com nome sujo ou limpo. 

Além de ser uma opção bem baratinha para quem emite. 

Uma das formas tradicionais da gestão desses pagamentos são por planilhas, com os seguintes dados:

  • nome;
  • telefone de contato;
  • data da emissão;
  • data quitação;
  • status de atraso.

Essa tarefa não deixa de ser uma boa forma de gerenciamento, contudo não a mais eficiente.

Pois, realizar esse trabalho manualmente toda vez que você emitir o boleto, dará muito trabalho. 

Imagina só você checando os dados da sua conta bancária todo dia e comparando paciente por paciente que não efetuou o depósito. 

E depois disso, ainda é necessário entrar em contato com o paciente para cobrá-lo.

Dicas de produtividade para clínicas odontológicas

Dicas para um melhor controle de pagamentos por boleto na clínica

Agilidade

Nossa dica de agilidade para a gestão de pagamentos da sua clínica odontológica é na centralização da emissão em um único sistema de gerenciamento.

Para que a clínica ou consultório odontológica emita um boleto é preciso ter uma conta corrente aberta em banco e ter sua carteira vinculada a esse banco. 

E para emitir o documento o profissional tem que colocar as informações do paciente novamente no sistema do banco

Pois é, você precisa colocar CPF, nome completo e endereço, só que agora em outro sistema. 

Por isso, para facilitar essa tarefa, o Dental Office juntamente com o Asaas integraram a emissão de boletos diretamente do seu sistema odontológico.

Inadimplência e Boleto na clínica

Você não pode deixar de oferecer o boleto ao paciente para evitar o risco da inadimplência. 

Nosso parceiro, Drº Gabriel Baumeier, nos dá a dica no post blogPaciente está inadimplente, e agora?, que a melhor forma de prevenir é a remediação. 

Para remediar é fundamental que você tenha certeza que possui os seguintes dados do paciente:

  • nome;
  • sobrenome;
  • CPF;
  • RG;
  • data de nascimento;
  • endereço completo;
  • foto;
  • número do celular;
  • e-mail;
  • contrato do serviço odontológico prestado.

Essas informações lhe dará mais autonomia para consultar o crédito antes da consulta e se precisar, ter autoridade para cobrá-lo. 

Analisar o crédito é fundamental devido aos procedimentos com um alto custo. 

A consulta por CPF pode ser realizada diretamente do Dental Office por meio da Connect distribuidor autorizado Serasa Experian, te dando mais segurança e diminuindo o risco da inadimplência. 

Outra dica, quando já se emitiu o boleto, é estabelecer uma régua de cobrança.

A vantagem dessa funcionalidade do Dental Office é a régua de cobrança automática.

Portanto, depois de configurado na plataforma Asaas, sempre que você emitir um boleto, o paciente entrará em um fluxo de recebimento de emails e SMSs com a segunda via do boleto.

Isso significa que não é necessário configurar os envios das mensagens manualmente, tudo é feito de forma automática, basta apenas ativar a funcionalidade no sistema e configurar a régua de cobrança no Asaas.

Assim, sua clínica consegue também diminuir ainda mais a taxa de inadimplência dos boletos emitidos (gratuitamente). 

Por fim, 

Então, você viu neste conteúdo a importância de se ter um controle eficiente dos boletos emitidos na sua clínica e os principais fatores para levar em consideração nesse processo.

Lembre-se que é fundamental verificar as melhores formas de pagamento para cada tipo de serviço que é prestado. 

Por isso, é fundamental um estudo de precificação.

Viu só, é possível melhorar o desempenho produtivo e financeiro com uma boa gestão de pagamentos por boleto. 

Mas, e ai? Gostou desse conteúdo? Se sim, não deixe de compartilhar com sua equipe.

Agradecemos a leitura!

Enviando...