Tudo sobre odontograma: o que é, qual o melhor modelo e como preencher 

Um consultório odontológico organizado e bem gerido é aquele que tem todas as informações sobre seus pacientes disponíveis de uma maneira simplificada e de fácil acesso. Além disso, estes são aspectos fundamentais para oferecer um bom tratamento para o seu paciente. 

Sabendo que o dia a dia do dentista pode ser um tanto quanto corrido, e para garantir que nada seja esquecido durante as consultas, o odontograma se faz fundamental. A ferramenta apresenta, de uma maneira simples e organizada, tudo que o profissional precisa saber sobre seu paciente. 

Por mais que o odontograma seja algo muito conhecido na área da odontologia, alguns dentistas ainda sentem dúvidas sobre o assunto, sobre como funciona, detalhes e como preencher um corretamente. 

Para ajudar você a entender melhor sobre o assunto, saber como preencher um odontograma corretamente e assim entregar mais segurança e qualidade nos serviços para seus pacientes, trouxemos um conteúdo completo. 

Continue a leitura e saiba tudo sobre o odontograma! 

Leia mais: Formas de usar o WhatsApp em clínicas odontológicas

O que é um odontograma 

Odontograma: o que é, o melhor modelo e como preencher | Dental Office

O odontograma é considerado um dos registros mais importantes sobre o paciente para melhorar o atendimento e entendimento do caso. Ele funciona como um diagrama gráfico que apresenta a boca do paciente, com todos os dentes e o posicionamento de cada um.

Lembrando que é de fundamental importância que o odontograma apresente uma nomenclatura que seja de simples interpretação. A ideia é que ele seja entendido por qualquer cirurgião dentista. 

Basicamente, nele contém cada dente com um número e seu respectivo nome, além disso, no odontograma podem estar presentes os pares numéricos e letras maiúsculas.

Assim, é importante ressaltar que existem duas formas de odontograma: anatômico e geométrico. 

Continue a leitura para saber mais! 

Odontograma geométrico

Este tipo de odontograma contém a possibilidade de representar as 5 faces dos dentes por meio de um esquema geométrico. Porém, a maneira com que será preenchido dependerá de cada dentista. 

Odontograma anatômico 

Nesta forma de odontograma os dentes serão representados de uma maneira fiel a realidade. Nele, o dentista desenhará ou digitalizará os dentes da mesma forma que são na boca do paciente. 

Leia mais: Guia prático sobre anamnese odontológica: tire todas as suas dúvidas 

Por que utilizar um odontograma 

Odontograma: o que é, o melhor modelo e como preencher | Dental Office

O odontograma é considerado um documento de suma importância para o cirurgião dentista. Isso porque nele contém todas as informações sobre a qualidade bucal de cada  paciente, o histórico e o que já foi realizado pelo dentista. 

Em suma, no odontograma estará presente todas as especificidades de cada dente do paciente, indicando quais precisam de tratamento. Além disso, o diagrama dental permite que o dentista tenha um acompanhamento mais preciso sobre o quadro do paciente. 

Dessa forma, será muito mais simples iniciar um tratamento certeiro, pois o profissional terá tudo anotado sobre a saúde bucal e quais foram os tratamentos passados já realizados. 

Alguns dos benefícios em utilizar um odontograma, são:

  • Mais praticidade no atendimento ao paciente quanto para a análise de trabalhos realizados anteriormente. 
  • Facilidade em entender o caso de cada paciente. 
  • Possibilidade de troca de informações entre profissionais para entregar o que o paciente precisa. 
  • Documento que serve como uma proteção legal para o profissional dentista. 

Sabendo que alguns casos de alguns pacientes podem ser um tanto quanto complicados, o odontograma serve como um grande aliado para proteger os dentistas em ações judiciais. 

O motivo é pelo fato de que nele contém todo o histórico e informações necessárias sobre a saúde bucal do paciente e, assim,  caso o paciente queira processar o dentista, o dendograma servirá como um documento que apresenta tudo que já foi realizado anteriormente e depois do tratamento.

Pensando nisso, temos que levar em consideração que no dia a dia de um consultório odontológico é fundamental que o dentista tenha todos os registros sobre o estado dentário do paciente, além de ter uma maior autonomia e sabedoria para lidar com o caso, o dentista terá mais segurança. 

Ademais, o Código de Ética, documento fundamental para a odontologia, considera obrigatório o Prontuário Odontológico para a realização dos serviços e garantia da saúde do paciente. 

Leia mais: O que você deve saber sobre ética e legislação odontológica 

Odontograma digital, por que ter um?

Odontograma: o que é, o melhor modelo e como preencher | Dental Office

Bom, já que falamos sobre os motivos pelos quais você deve ter um odontograma para cada paciente, agora vamos entender um pouco mais sobre uma forma de diagrama dentário que irá facilitar todo o processo de atendimento ao paciente e  levará muito mais agilidade para o seu dia a dia. 

Sabendo que, escolher um modelo de odontograma ideal não é simples, e que  pode levar um tempo até que você encontre um que seja ideal para a sua forma de atendimento. Trouxemos algumas dicas para que você escolha o melhor para o seu consultório. 

Para que você tenha o odontograma ideal para sua clínica ou consultório odontológico, é fundamental que considere alguns métodos e modelos disponíveis que supram as necessidades do seu atendimento. 

É normal que alguns dentistas acabem optando por formulários de papel, já que são comuns no mundo da odontologia a muito tempo. Porém, modelos digitais podem facilitar significativamente o dia a dia na sua clínica. 

Ter um software odontológico que possibilite o preenchimento do diagrama de uma maneira facilitada e segura, irá automatizar seu atendimento e melhorar o relacionamento com o paciente, pois terá maior praticidade na entrega do serviço.

O odontograma digital entrega muito mais segurança para o seu atendimento pois, adeus fichas de papéis perdidas e risco de perda de informações. 

Contudo, antes de escolher o software ideal para o seu consultório, pense nas seguintes questões: 

  • O sistema entrega segurança e privacidade das informações armazenadas?
  • Existe a possibilidade de salvar arquivos na nuvem ou dispositivos de backup?
  • O sistema é prático e intuitivo?
  • Se adequa à legislação?
  • Possibilita acesso remoto?

Leia mais: Reels para dentista: como utilizar na sua estratégia digital? 

Como preencher um odontograma 

Para que todos os dentistas entendam o diagrama e saibam como preenchê-lo de uma maneira correta e eficaz, foi criado um padrão para o documento. 

Geralmente os softwares para dentistas já atendem a essa necessidade e entregam tudo de uma maneira organizada para que o profissional consiga registrar as informações que precisa de uma maneira intuitiva. 

Porém, para auxiliar você com esse processo trouxemos algumas dicas sobre as principais regras utilizadas.

  • Paciente não precisa de tratamento: preencher em verde. 
  • Paciente precisa de tratamento: contornar em vermelho.
  • Tratamento já realizado: preencher em azul.
  • Diastema: dois riscos verticais em azul .
  • Restauração em excesso: ziguezague em vermelho. 
  • Dente extraído: preencher em preto.
  • Dente incluso: contornar em preto.
  • Lesão de cárie ativa: semicírculo horizontal vermelho (se apresentar cavidade deve ser contínuo, se não apresentar deve ser tracejado).
  • Lesão de cárie inativa: semicírculo horizontal verde (se apresentar cavidade deve ser contínuo, se não apresentar deve ser tracejado).
  • Desgaste dental: riscos diagonais em verde, caso não seja necessário restauração, ou em vermelho, caso seja necessário. 
  • Restauração: preencher um círculo em verde.
  • Restauração provisória: circular em vermelho.
  • Afecção mucogengival: asterisco em verde.
  • Inclinação dental: setas em formato de U (todas indicadas para a mesma direção).
  • Extrusão dental: duas setas azuis na vertical com sentidos opostos.

Lembrando que, o odontograma precisa ser um reflexo da boca do paciente. Dessa forma, é fundamental que seja registrado nele em qual face dentária está a alteração ou o procedimento já realizado.

Para facilitar esse processo tenha em mente duas questões:

  • Diagrama dos dentes superiores: face vestibular voltada para cima
  • Diagrama dos dentes inferiores: face palatina voltada para baixo

Além disso, nossa dica é contar com um software para dentistas que entregue essa funcionalidade integrada ao sistema, além de facilitar todo o processo de atendimento você entrega maior segurança para seu paciente. 


Se você pensa em levar mais praticidade para o dia a dia do seu consultório e ter mais facilidade no atendimento, o Dental Office é o sistema certo que entrega tudo que você precisa para conquistar bons resultados. Tenha o odontograma na palma da sua mão! Não deixe de conferir nosso sistema:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *