Como o telemonitoramento vai ajudar o relacionamento do dentista com o paciente?

Todos nós sabemos o quanto o relacionamento entre dentistas e seus pacientes é essencial para uma o sucesso tanto dos tratamentos quanto das clínicas odontológicas.

Um paciente bem atendido, que tem uma boa relação com seu dentista, cumpre as necessidades do tratamento com mais precisão, aceita mais facilmente as recomendações do profissional, recomenda sua clínica para amigos e familiares e volta sempre que precisar de atendimento odontológico. Ou seja: ele se torna um paciente fidelizado.

No entanto, em tempos de coronavírus e isolamento social esse relacionamento na odontologia se torna mais difícil, não é? Muitos pacientes reduzem as idas à clínica e a distância torna complicada a fidelização.

Uma opção que muitos pacientes encontraram foi produzir lives e conteúdo digital na odontologia: uma estratégia muito boa tanto para tempos de pandemia quanto fora deles. Ela significa ir até as redes sociais, onde o paciente está, entregar dicas e fortalecer o relacionamento.

Mas para dar um passo ainda mais longe: você sabia que pode ir até onde o paciente está levando atendimento e cuidados odontológicos para ele? Isso pode ser feito através da teleorientação e do telemonitoramento.

Como usar a teleorientação e o telemonitoramento na odontologia?

Telemonitoramento e o relacionamento dentista-paciente | Dental Office

A teleorientação e o telemonitoramento são modalidades de aplicação da telemedicina, que é o atendimento à saúde através de ferramentas de comunicação digitais.

As duas funções foram autorizadas durante o período de pandemia pela resolução CFO-226 do Conselho Federal de Odontologia, que considerou a importância de levar o atendimento odontológico para o paciente, onde quer que ele esteja.

Dentro desse conceito, a teleorientação é o uso de chamadas de vídeo para orientar seus pacientes. O CFO indica que ela deve ter “o objetivo único e exclusivo de identificar, através da realização de questionário pré-clínico, o melhor momento para a realização do atendimento presencial”.

Já o telemonitoramento permite acompanhamentos mais frequentes. Segundo o CFO, ele “consiste no acompanhamento a distância dos pacientes que estejam em tratamento, no intervalo entre consultas, devendo ser registrada no prontuário toda e qualquer atuação realizada nestes termos”.

Dessa forma, combinando os dois conceitos, o dentista pode levar o atendimento para o paciente com mais frequência, melhorando seu relacionamento, reduzindo as idas até o consultório, mas aumentando a quantidade de acompanhamentos.

Para fazer isso, o dentista precisa de uma ferramenta para entrar em contato com o paciente por vídeo. O Dental Office oferece essa funcionalidade, permitindo aos dentistas verem e conversarem com o paciente, enviarem orientações para ele, registrarem as informações e conferirem o prontuário no sistema Dental Office.

Vantagens do telemonitoramento e da teleorientação no relacionamento com pacientes

Telemonitoramento e o relacionamento dentista-paciente | Dental Office

Nos últimos anos, a tecnologia mudou o relacionamento entre dentista e paciente. Com avanços digitais, os profissionais da odontologia começaram a ficar cada vez mais perto de seus pacientes.

Algumas dessas possibilidades são o WhatsApp e outras redes sociais, e-mail, uso de SMS na comunicação do consultório e até a melhoria da gestão na odontologia.

O uso das tecnologias de teleorientação e telemonitoramento é um passo ainda mais longe nesse relacionamento. Confira três das principais vantagens dessas ferramentas digitais:

Atenda pacientes onde quer que eles estejam

A primeira grande vantagem do atendimento odontológico à distância é a possibilidade de levar o cuidado com a saúde bucal para pacientes que estão distantes.

Isso mostrou-se de imensa ajuda para a gestão odontológica com o coronavírus, já que permite um tipo de monitoramento sem que o paciente precise sair de quarentena ou do isolamento social.

Mas isso também é essencial para melhorar o relacionamento fora de tempos de pandemia, já que poupa seu paciente de fazer muitas idas até seu consultório – indo apenas quando realmente precisa. Essa possibilidade certamente aumenta muito a satisfação do paciente e facilita sua fidelização.

Acompanhe o tratamento mais de perto

Planos odontológicos longos são ótimos para a sua clínica e possibilitam oferecer tratamentos mais completos para seus pacientes. No entanto, muitas vezes esse paciente tem dificuldades para seguir as orientações, ou encontra dúvidas no processo.

Por isso, seria ótimo acompanhar esse processo mais de perto, não é? Quem sabe até com atendimentos mais frequentes, para que o paciente não fique com dúvidas e o tratamento aconteça da melhor forma possível.

Isso é possível com a tecnologia. Com o telemonitoramento você pode fazer vários pequenos atendimentos entre as consultas presenciais, para garantir que tudo está bem no tratamento. Assim, você mantém seu paciente bem atendido e satisfeito.

Aumente a biossegurança de seu consultório

Todo paciente quer ter uma consulta segura e protegida. É aí que entra a importância de garantir a biossegurança em seu consultório odontológico. Há várias técnicas essenciais para isso, que incluem a higienização de utensílios e ambientes, além do uso de EPIs.

No entanto, quanto mais pacientes na clínica, mais trabalhoso se torna o trabalho para garantir a biossegurança. Com a teleorientação, você pode reduzir a quantidade de pessoas no consultório (sem perder dinheiro com isso).

Isso significa que quem realmente precisar de consultas presenciais vai ter uma clínica provavelmente mais protegida.

Fidelize mais pacientes!

Uma clínica mais segura, um atendimento mais frequente, um tratamento mais eficiente e a capacidade de ir até onde seu paciente está: todas essas são vantagens da teleorientação e do telemonitoramento que podem fidelizar muito mais pacientes!

O processo de fidelização é essencial para o sucesso de sua clínica. Por isso, aprenda ainda mais sobre isso com nosso eBook: